09/08/2008

pouso da cajaíba, 22.04.08 (casa da Dione)

Filho e nora não parecem felizes como a Dione. paulistanos, classe média, vaga de emprego, concorrência na empresa.
vida dura, dura, muro de cimento, realidade numa placa de compensado.
Mas aqui em Pouso o céu bocona aberta escancarada de estrelas, é céu preto aberto pra todo mundo.

Um comentário:

Luan disse...

quem sabe, sabe.
parabens maninha