06/03/2010

Eu sou que nem
aquele vidro quebrado
losângo reto e rôto,
torto já que estilhaçado.

Luz cortante entra por ele
e atinge o meu pedaço
rôto, torto, reto, quebrado.

5 comentários:

caio disse...

caiodossantosmiranda@yahoo.com.br

Luanne Araujo disse...

Você conhece Ana Cristina Cesar? Eu relaciono quando leio sua poesia.

Gosto muito daqui, moça, pensamentos pungentes e corrosivos arrumados com muita elegância.

vanessacamposrocha disse...

linda poesia!

tavares disse...

Valeu, Luanne! fico feliz de vc gostar!
já li algumas coisas da Ana C Cesar, e me identifico sim!
pr falar a verdade me identifico tanto que eu fico até assustada,por me identificar com uma suicida...
mas enfim..

Vanessa, obrigada!

bjos

guru martins disse...

mas reflete...
é tua sina

bj tua luz